Como tomar a vacina contra Febre Amarela?

Tomar a vacina contra a febre amarela é obrigatório para pessoas que vão visitar países como Índia, Tailândia e África do Sul. A vacinação é aconselhável mesmo para quem viaja no Brasil, já que 3600 municípios têm registros recentes da doença, inclusives grandes áreas urbanas como São Paulo e Rio de Janeiro. ( Veja quadro abaixo)

vacinas
Fonte: Centro de Informação em Saúde para Viajantes
Para viagens internacionais, é preciso tomar a vacina com pelo menos 10 dias de antecedência, tempo que leva para começar a fazer efeito. Se você embarcar antes do tempo para um país onde a vacina é obrigatória, há grandes chances de sua visita acabar no aeroporto.
20170125_222053
A Carteira Internacional de Vacinação já informa que a vacina contra febre amarela vale para a vida toda
Desde julho de 2016, a OMS determinou que ela tem validade para toda vida. Antes disso, era preciso renovar as doses a cada 10 anos. Como não houve mudança na fórmula, a regra é válida mesmo para quem tomou antes da determinação começar a valer.

Como tomar a vacina contra febre amarela?

O ideal é procurar um posto de vacinação, onde a vacina é dada gratuitamente. O único documento solicitado é a identidade. Geralmente não é preciso marcar horário, mas como temos um surto de casos recentemente é ideal chegar bem cedo nos locais de vacinação,  já que eles ficam bem lotados e as vacinas acabam rápido.

Carteira Internacional de Vacinação

20170125_222158-1.jpg
CArteira internacional de Vacinação é gratuita e bem simples de tirar

Em alguns casos, é possível tirar a carteira de vacinação internacional no mesmo local da vacina. O que é ótimo, já que poupa tempo.

Se esse não for o caso da sua cidade, é preciso procurar um centro ce certificação da Anvisa ( confira aqui) . Leve identidade, passaporte e o certificado de vacinação nacional. Não é permitido plastificar o documento.

Caso você tenha perdido o documento, marque um horário em um dos centros de atendimento da Anvisa.

Quem não pode tomar a vacina?

Existem alguns grupos que não podem tomar a vacina: mulheres grávidas, pessoas com menos de 6 meses ou acima de 60 anos, alérgicos à gelatina e ovo. Ela também é desaconselhável para pessoas com doenças que causam baixa imunidade como lúpus, câncer e HIV.

Mas e aí?

Nesses casos é preciso tirar um Certificado de Isenção da Vacina, no mesmo local onde é retirada a certificação internacional. Eles irão exigir um atestado médico explicando a razão. O documento deve conter os dados do profissional:  número do CRM, endereço e telefone.

Lembre-se que, mesmo com a permissão, você estará viajando desprotegido.

Países que exigem a vacina

Existem duas categorias para a exigência da vacina. Uma parte exige que todos que entrem no país apresentem o certificado, independente da origem. Outros países controlam apenas  quem vem de uma área considerada de risco. O Brasil faz parte dessa lista.

Barbados, Costa Rica, Austrália e todoss os países da África e da Ásia tropical exigem a vacina.

no site da OMS tem uma lista detalhada de orientações para cada país ( em inglês). O site da Anvisa também oferece essas informações em português, basta selecionar o país.

 

 

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s