Pokhara, o paraíso para trilheiros e preguiçosos no Nepal

Pokhara, a segunda maior cidade do Nepal, em nada lembra a caótica Katmandu.  Cercada por montanhas e às margens do enorme de um enorme rio, este é um dos destinos mais procurados do pequeno país.

De fato, Pokhara é um local democrático. Há incontáveis opções de trilhas, a mais famosa delas é para o Annapurna Base Camp, a décima maior montanha do mundo, que dura 14 dias. Mas também há opções para quem busca um retiros de yoga ou, como eu, apenas alguns dias para não fazer nada depois de um mochilão intenso.

Como chegar

Saindo de Katmandu, tem vários ônibus que custam em média US$ 12. O trajeto dura entre 5 -6 horas e é bem tranquilo. Algumas empresas cobram mais caro por oferecer wifi.

Spoiler: o wifi nunca funciona. 

Onde se hospedar

 

DSC_0622.JPG
Lago Pewa, melhor região para se hospedar em Pokhara

 

Não é preciso fazer reserva de hotéis com antecedência. Assim que você descer do ônibus, várias pessoas irão oferecer hospedagem. O ideal é ficar na região do lago Pewa que, além de ser a parte mais bonita da cidade, possui um maior número de restaurantes.

Fiquei no Holy Lodge e recomendo bastante. A média de diárias na região é entre US$ 10 e US$ 15. Você pode ver outros hotéis em Pokhara aqui

O que fazer

Lago Pawa

Pokhara Lake
Fim de tarde no lago em Pokhara

A vida em Pokhara acontece em volta do lago Pawa. Como falamos, ali ficam diversos hotéis e também os melhores restaurantes. O meu favorito foi o Café Concerto, que serve uma pizza deliciosa.

Como o lago é grande, o ideal é alugar uma bike ou scooter para explorar a área. É possível alugar um barco ou pedalinho por cerca de US$ 5 e passar um final de tarde bem gostoso remando e tirando ótimas fotos.

Do outro lado do rio, tem algumas agências que oferecem voos de paragliding por US$ 70. Vale a pena fazer se o dia estiver limpo, já que você terá uma vista incrível das montanhas. Eu, infelizmente, não tive essa sorte.

World Peace Stupa

World Peace Stupa
World Peace Stupa

Como tudo em Pokhara, a vista ali é incrível, especialmente se o dia estiver bom e der para ver o Annapurna. Muitos turistas fecham o combo com um táxi para também conhecer a vila de refugiados tibetanos.

Sarankot

Não cheguei a ir, porque peguei dias com muita neblina. Mas meu plano inicial era acordar bem cedo e fazer a trilha para ver o sol nascer de lá.

Trilhas

Falando em trilhas, Pokhara é o paraíso para quem ama a prática! A mais famosa é a Annapuma Base Camp ( ABC), que dura 10 dias.  Há trilhas mais longas, como a Dhaulagiri e Manaslu, de 14 dias e também mais curtas, como a Poon Hill, de 4 dias.

Mais sobre o Nepal:

Nepal – Dicas de como planejar sua viagem

Katmandu – O que fazer e onde se hospedar na capital nepalesa

Anúncios

2 comentários em “Pokhara, o paraíso para trilheiros e preguiçosos no Nepal

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: