Dolce far niente: Cayo Santa Maria e Las Brujas

Confesso que depois de tanto bater perna pelo país de Fidel, tudo que eu mais queria era um lugar que meu maior esforço fosse levantar o braço para alcançar a cerveja.  Ter deixado os Cayos para o final da viagem foi uma escolha acertada.

santa-maria-mapa

Uma breve explicação – Os Cayos são ilhas miudinhas, arenosas e com águas bem rasas. Boa parte do seu território é composto por mangue e geralmente só são encontradas em países tropicais. Cuba possui outras ilhotas mais badaladas como Cayo Coco e Cayo Largo,  que demandam mais empenho para chegar.

Os dois Cayos possuem resorts, mas decidi me hospedar em Remédios  e ir de carro para lá.

Existe um pequeno aeroporto no Cayo Santa Maria, mas é possível chegar lá de carro, já que ambos são ligados à Cuba por meio de uma ponte de 50 km construída sobre o mar.

É preciso pagar um pedágio de 4 CUCs por pessoa na entrada e é obrigatório apresentar o passaporte original. Acertamos com o taxista de nos levar na hora que o ele abre, por volta das 9h e nos pegar às 17h.

A única opção para comer e beber por ali são os resorts, que tem uma comida inesquecível de tão ruim. Por isso, leve água, suco, sanduíche e algumas frutas da casa.

Nos Cayos também é possível perceber a desigualmente social: eles são frequentados quase que exclusivamente por turistas, a maior parte canadenses e alemães. Até pouco tempo eles não eram abertos para cubanos, mas eles também sao obrigados a pagar o pedágio, que é bem salgado para quem ganha 20 CUCs por mês. Os únicos nativos que se vê por ali sao trabalhadores dos resorts ou taxistas.

É, no mínimo, desconfortável pensar que os cubanos não podem aproveitar alguns dos lugares mais bonitos do país.

Decidimos dedicar um dia para cada Cayo.

Dia 1 – Cayo Santa Maria

20151109_132949_hdr
Se meu post não for argumento suficiente para você  ir até os Cayos, apenas olhe a cor dessa água. De nada.

Ele é o primeiro e fica a cerca de uma hora de remédios. Para quem curte, eles possuem um delfinário, mas eu sinceramente não curto ver esse tipo de atração.

Existem várias praias lindas, mas a mais bonita delas fica láaaaa no final e se chama Playa Las Gaivotas e não pertence a nenhum resort. O acesso custa 1 CUC e você percorre cerca de 500 metros de mangue até chegar. A Playa Las Salinas também é bem bonita.

Dia 2 – Cayo Las Brujas

20151110_015328_hdr

Confesso que esperava uma história mirabolante por trás do nome do Cayo, mas ninguém soube me dizer a origem. (Marketing do hotel local, por favor, invente uma)

Existe apenas um hotel por ali e é onde fica a entrada principal. Pagamos a entrada que os da direito a um drink. A praia possui um pouco de estrutura por conta do hotel, tem alguns garçons, mas ela é super tranquila. Com 10 minutos de caminhada você terá uma extensa faixa de areia para chamar de sua.

Não sabe por onde começar a planejar sua viagem para Cuba? Dá uma olhada nos outros posts:

Dez coisas que você precisa saber sobre Cuba

Havana – Por onde começar

Um dia pela Havana Vieja

Viñales – O lado rural de Cuba 

Cayo Levisa – Nossa primeira parada no Caribe cubano

Trinidad, complicada e perfeitinha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s